Home / Uncategorized / 2017: o ano em que o Governo do Estado pode colocar a educação em cheque

2017: o ano em que o Governo do Estado pode colocar a educação em cheque

Com essa onda conservadora que toma conta do Brasil, as conquistas dos últimos governos do Partido dos Trabalhadores podem sofrer retrocessos. Podemos nos deparar novamente com o fechamento de escolas pelo Governador Geraldo Alckmin, superlotação de salas, sucateamento da educação com a aprovação da PEC 55 – que corta os devidos investimentos -, além de uma reforma do ensino médio que tira disciplinas essenciais como Filosofia e Artes.

Mais do que nunca, é necessário seguir resistindo a estas ações devastadoras. Estas medidas, principalmente durante este governo ilegítimo de Michel Temer, uniram ainda mais a sociedade e a juventude, que protestam em todo o país: são mais de 1000 escolas e universidades ocupadas em todo o Brasil contra o desmonte na educação. O Deputado Luiz Turco sempre esteve ao lado destes movimentos sociais, em especial com os estudantes secundaristas, dando total apoio e estabelecendo um diálogo constante.

“Acredito que essa seja uma grande demonstração de garra da juventude. Não podemos nos manter inertes frente a estas questões tão importantes. É preciso dar apoio aos movimentos sociais e estudantis, porque eles desempenham um papel primordial na manutenção do exercício da democracia. Nenhum direito a menos!” – Luiz Turco

Check Also

IMG_5904

2017: um ano de muitas lutas, desafios e conquistas

2017 foi um ano difícil para o Brasil. O governo ilegítimo de Temer realizou uma …