Home / Uncategorized / Cartel bilionário de empreiteiras evidencia “roubalheira tucana”

Cartel bilionário de empreiteiras evidencia “roubalheira tucana”

Acordos de leniência da Camargo Correa e Odebrecht mostram que corrupção faz parte das grandes obras dos governos do PSDB em São Paulo há pelo menos 16 anos

Leia matéria completa no site do PT

Acordo de leniência assinado pela Camargo Correa aponta que houve cartel nas obras do Metrô em São Paulo. Os casos relatados aconteceram em administrações de Geraldo Alckmin e José Serra.

A Camargo Corrêa afirmou que, durante 16 anos de cartel, pelo menos 21 empresas participaram do esquema. Em 1998, Camargo, Odebrecht e Andrade Gutierrez buscavam dividir entre si grandes projetos de infraestrutura. A partir de 2004, mais duas empresas se somaram a elas, a OAS e a Queiroz Galvão, durante a chamada “consolidação da conduta”, formando o chamado “G-5” ou “Tatu Tênis Clube”.

Segundo a leniência, as empresas do “Tatu Tênis Clube” financiavam em conjunto estudos de viabilidade ou a elaboração do projeto base para obras, como moeda de troca com governos locais, para “obter licitação com termos de qualificação mais restritivos”.

 

Check Also

IMG_5904

2017: um ano de muitas lutas, desafios e conquistas

2017 foi um ano difícil para o Brasil. O governo ilegítimo de Temer realizou uma …