Home / Uncategorized / Falta de transporte escolar prejudica centenas de crianças

Falta de transporte escolar prejudica centenas de crianças

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Escolar da região, desde o começo do ano, cerca de 50% dos alunos que utilizam o TEG, Transporte Escolar Especial Gratuito, ficaram sem esse serviço. Já que, depois de encontrar irregularidades nos contratos de licitação do transporte escolar em quatro cidades do Alto Tietê: Salesópolis, Itaquaquecetuba, Ferraz de Vasconcelos e Suzano, os serviços foram suspensos. Com exceção de Mogi das Cruzes que ainda está oferecendo o serviço de transporte parcialmente.

Ainda segundo o sindicato, um indicador importante para entender essas irregularidades é o fato de que, em 2014, cada veículo custava aos cofres públicos 12 mil reais, já em 2016 o valor era de 6 mil, mesmo com o aumento da inflação e dos preços de itens como os combustíveis. Por isso a categoria afirma ser possível supor que houve um abrandamento das exigências por parte dos contratantes que, em 2017, se tornaram inviáveis. Um dos exemplos mais gritantes dessa falta de critério é a empresa de Suzano, que compôs a experiência técnica com atestado de transporte fúnebre.

É exigido, dentre outros quesitos, que os veículos e motoristas tenham experiência no transporte infantil, que respeite os critérios de segurança e tenha capacidade de adequações constantes. O que garante transporte de qualidade às nossas crianças.

Com base nos argumentos do Sindicato, daremos andamento em um Requerimento de Informação à Secretaria de Educação para que esse caso seja explicado e assim se reestabeleça o transporte gratuito e se respeitem os padrões de qualidade.

Veja a fala do Dep. Estadual Luiz Turco na íntegra:

Check Also

IMG_5904

2017: um ano de muitas lutas, desafios e conquistas

2017 foi um ano difícil para o Brasil. O governo ilegítimo de Temer realizou uma …